in Episódios

FalaFreela#11. Home Office, a fronteira inicial.

Audio MP3

Download | Assine no iTunes

Escrevi num post certa vez que a criação do home office é “O” passo para qualquer profissional freelancer. Um divisor de águas que marca aqueles que cruzaram a fronteira rumo a criação da empresa de um homem só e outros,que ainda tentam se colocar neste cenário.

No entanto, a novidade que o episódio 11 do Fala Freela traz é mais conceitual do que prática: a montagem do home office não é, em primeira instância, a compra de uma cadeira bacana, um micro “da hora”, uma decoração estilosa. O primeiro espaço a ser criado e montado é o “Espaço Mental” e nele convivem diálogo, aceitação e logistica junto a seu ecosistema familiar (pais, cônjuges, filhos…).

Claro, Mauro Amaral, Humberto Oliveira e Carolina Vigna-Marú falarão também de ergonomia, escolha de equipamentos, iluminação e outros que tais; mas também vão discorrer sobre como evoluir-se nesse espaço. E só para quebrar, ou sustentar sei lá, essa de que em casa de freelancer o espeto é de pau, olha só o cafofo dos três:

Mauro Amaral, que divide seu espaço com os livros das crianças:

Humberto Oliveira, que mudou as cores de seu canto só para se sentir “chegando em minha empresa”

E Carolina, que já tem um sala comercial, ou melhor, que transformou sua sala de estar em seu escritório ;D

O episódio 11 ainda traz outras novidades: recebemos muitas fotos via twitter, flickr e e-mail e criamos uma dinâmica de avaliação para premiar aquele home office que mais nos agradou e que melhor representou as dicas que vamos apresentar no podcast. Você pode conferir a todos, clicando nas imagems abaixo:

Importante: não mostramos todas as fotos que chegaram! Além do ganhador, procuramos mostrar aqueles que representam desafios e soluções diferentes, para melhor nos ajudar em nossa tarefa, ok?

Ah sim, os já tradicionais links mencionados no programa:

 
<< FalaFreela#10. A Ética na selva freelancer
FalaFreela#12. Do briefing a entrega final, o ciclo de projeto. >>
  • Pingback: No episódio 11 do Fala Freela você aprende a montar o home-office | Carreirasolo.org

  • http://atocriativo.org Gustavo Nogueira

    Depois de algumas semanas de muita correria com a organização da Semana de Comunicação da minha Universidade, estou por aqui de novo o/ 15 minutos para as 8h (aqui em Belém não temos horário de verão) e estou saindo de casa devidamente equipado com o episódio do Fala Freela dessa semana. Mais tarde volto por aqui pra comentar o episódio. Abraço, Mauro, Humberto e Carol.

  • http://pedromenezes.com Pedro Menezes

    Os post-its na parede da foto do Ricardo tem cara de ser para SCRUM. Postei semana passada sobre essa metodologia.

    Vou ver se tiro foto do meu Home office de noite e posto aqui.

    Curti bastante esse episódio. :-D

    Um abraço.

  • Pingback: designUp : blog : Fala Freela #11 sobre como montar seu home office!

  • http://www.infojovem.com Ricardo Gonçalves

    @pedromenezes é isso mesmo, post-it para utilização de SCRUM :P isso me ajuda e muuuuito.
    ainda que essa foto não mostra o outro lado da parede que contem um quadro branco para anotações de ideias e afins.
    Muito show esse episódio Parabéns pelo excelente trabalho Mauro Amaral, Humberto Oliveira e Carolina Vigna-Maru

  • Ricardo Vieira

    Parabéns pessoal,não sou free como a maioria de vocês, trabalho a 12anos na mesma empresa e adoro meu trabalho, estou aprendendo muito com esse podcast de alta qualidade, sério e direto.

    Ricardo, Fortaleza Ceará

  • http://memoriasfracas.com/ Thássius V’

    Através das fotos, deu para tirar uma lição: realmente os livros são a melhor forma de nivelar o monitor para que fique na altura dos olhos.

    Não entendo por que os fabricantes não fazem bases mais altas, ou acessórios que resolvam esse problema.

    Aqui eu uso a caixa da placa de vídeo, que é relativamente alta, mais um livro grosso. E ainda assim não está 100% na altura do meu campo de visão, como deveria ser.

  • http://www.estudiomarambaia.com Sergio Leal

    Pessoal olha só:

    Meu homeoffice NÃO tem nem guilhotina e nem notebook! O que aparece ali entre uma mesa e outra é na verdade uma tablet. Ela está apoiada em uma mesinha de TV apenas enquanto não está em uso.

    E Mauro, confundir o escudo do INTERNACIONAL com o do Fluminense é difícil de mais, mas você conseguiu!

    Valeu gente.

  • Pingback: Fala Freela! » Episódio 13, com convidados especiais

  • http://meadiciona.com/leobraganca Leonardo Bragança

    Complementando o excelente episódio do podcast de vcs… http://tinyurl.com/5debyb

  • Pingback: Fala Freela #11 | Carolina Vigna-Maru

  • Pingback: Fala Freela! » FalaFreela#26. Profissões tradicionais no mundo freelancer. Capítulo 1: Advogados

  • Marcos Taira

    Meus parabéns ao vencedor.
    Sem ler a legenda, a diferença é notória.
    Claro que nas outras fotos há muito de nossa realidade. Aquelas com os POST’ITS mostram uma certa organização.
    Enfim, em todas as fotos há uma breve semelhança:
    *uma mesa (quando não mais ou maior)
    *um PC, Notebook ou os DOIS
    *1, 2, 3, etc Monitores
    *demais periféricos, mas essa foto do vencedor tem dois teclados… huahuahua

    Vlw galera e até mais.

  • Pingback: Fala Freela! » FalaFreela#31. Stress? Que nada. Relax, baby.

  • http://twitter.com/rodrigotucano Rodrigo Tucano

    Ótimo episódio, escolhi esse para estruturar minha carreira freelancer porque creio ser o primeiro passo após a decisão de iniciar a divulgação, etc. Um bom ambiente de trabalho é um facilitador importante para organização e a criatividade de um freela, parabéns pelo cast.

  • Pingback: Fala Freela! #26 – advogados | Carolina Vigna-Maru

  • Pingback: Tweets that mention Fala Freela! » FalaFreela#11. Home Office, a fronteira inicial. -- Topsy.com

  • Marcello Benites

    Gostei do programa. Fui liberado pela empresa para trabalhar no meu escritório em casa. Enfrentei a situação de não ter combinado com a família… E agora estou iniciando uma nova fase, aprofundando, para mim mesmo e com todos, a questão conceitual do home office.
    Uma observação sobre o comentário acerca do internauta que tem TV no home office. E se ele for, por exemplo, um assessor de imprensa que precise gravar matérias sobre seus clientes para o clipping?
    Parabéns e abraços!
    Marcello

  • http://www.contemconteudo.com Mauro

    Marcello,
    Sem dúvida. Um músico terá que ouvir FMs, um gammer terá que ficar à frente de seu xBOX. Podemos retrabalhar a frase afirmando que qualquer fonte de distração é prejudicial. :D

  • http://www.ilafox.com Ila Fox

    Tem um site ótimo com fotos de home offices! totalmente inspirador – http://www.wherewedowhatwedo.com/

  • http://www.rafaelburity.com.br Rafael

    cadê as fotos dos escritórios dos ouvintes do podcast?

  • Pingback: Feng Shui para Home-Offices

  • http://www.flickr.com/manhattan104 Anderson Vaz

    Acho que, além dos cuidados com ergonomia e conforto, o Home-Office tem que ter a cara do freelancer. Ele precisa se sentir bem e fugir de ciladas pra não prejudicar o trabalho. Mas isso é meio relativo..
    Eu por exemplo, não deixaria uma mesa pra comer aqui, uma geladeira ou frigobar…
    No entanto, quando fiz a lista de coisas que eu precisaria pro meu Home Office, um PUFE e a TV conectada na Net era primordial.
    Porque, eu, como me conheço bem, de vez em quando preciso dar essa desopilada na frente da TV. E só na frente da TV, porque, qualquer outra paradinha significaria uma paradona. Eu preciso desse tempinho desopilando, e as vezes é simplesmente uma matéria de telejornal ou um episódio curto de algum seriado, desses de 30 minutos. Eu funciono muito melhor com a TV por perto. Melhor que com música. Deixando de lado esse detalhe diferente do meu jeito de trabalhar, acabei montando meu home office do keito que vcs indicaram. Com boa iluminação, comprei uma mesa legal e não cara e acabei conseguindo uma cadeira bem confortavel por um preço bacana. Também preciso dos meus cacarecos perto de mim, para poder pesquisar, olhar, me sentir no meu espaço. Mas isso não são ciladas pra mim, que sei como funciona meu processo criativo. As ciladas que por ventura poderiam existir eu já eliminei de cara. As outras, podem parecer ciladas pra maioria, mas pra mim só me ajudam nesse processo criativo.
    Segue uma foto: http://farm3.static.flickr.com/2202/5763335773_9cc73831da_b.jpg
    Como vcs podem observar, a TV fica no alto, e não de frente pra mim No caso, ela está de frente pro pufe, que não aparece na foto. Aí tem meu espaço, onde deixo dois computadores, mas o menorzinho se eu virar, fica mais um espaço para um outro free no caso de algum projeto emq ue eu precise d eum programador comigo, ou redator, assistente de arte, etc. E, mais pro canto, outro computador que é um PC para programadores que não estejam familiarizados com o mac (a maioria) ou um redator. Acaba virando uma ilha para que eu possa abraçar projetos maiores com outros freelancers. Embaixo da minha mesa também há um “massageador de pés”. Uma frescura, concordo, mas como ganhei de brinde numa agência que eu trabalhei, coloquei ali e, acaba relaxando mesmo nos períodos mais puxados. Abraço a todos!