Manifesto

M

Para a criação de uma plataforma pessoal para hackear as timelines e delas retirar discussões relevantes sobre os assuntos do tempo presente.

A partir de 2018 vou gradativamente desviar a audiência de projetos antigos e redes sociais para uma única plataforma, a url mauroamaral.com.

O manifesto a seguir registra meu pensamento por trás dessa decisão e como este projeto vai se comportar nos próximos cinco anos.

PRIMEIRA PARTE
Sobre o processo de produção de conteúdo

Vou publicar apenas conteúdo original. Ele será criado a partir da análise de diversas fontes e, invariavelmente, vai registrar a minha opinião sobre temas que julguei relevantes para o momento.

Esta relevância será determinada a partir da observação constante do fluxo de opiniões geradas sobre determinados grupos de assuntos, a saber: inovação, tecnologia, protagonismo criativo, cultura, paternidade entre outros.

Por que isso? Tenho notado que, em cada grupo destes, de tempos em tempos, a aglutinação de vertentes ideológicas ou linhas de discussão contribui para gerar aquilo que convencionei chamar de .

O é momento no tempo e no espaço em que a aglutinação ao redor de um determinado tema se intensifica de tal forma que fica impossível não produzir algo sobre.

Uma vez medido este acontecimento, a produção intelectual sobre ele passa por disparar um processo de criação em médio prazo que justifique um objetivo final.

Ou seja, o NÓ gera um projeto, com ele um processo e, como decorrência, uma entrega final. Nunca imediata ou imediatista. Jamais, de baixa qualidade.

Por exemplo, o NÓ da escalabilidade da produção de conteúdo para e-commerce, gerou o processo de pensar uma plataforma proprietária para a minha produtora e, como entrega final, tivemos um ebook.

Os NÓS serão publicados como páginas agregadoras na plataforma. A ideia é manter um processo transparente, envolvendo a audiência na escolha, processo de depuração e entrega do projeto final.

A plataforma vai se posicionar como um ambiente de slow content, que vai entregar conteúdo nos formatos texto, áudio e vídeo de maneira seriada e com objetivos claros, sem grande relação com datas de publicação, apenas com a qualidade das entregas.

SEGUNDA PARTE
Sobre as formas de engajamento e a relação da plataforma com as redes sociais

Um dos fatos geradores do conceito de plataforma por trás do mauroamaral.com foram as sucessivas crises que as redes sociais com base em algoritmos e publicidade geraram e consequentemente enfrentaram desde 2011.

Se você bem se lembra, tudo começou com a identificação da diminuição do alcance orgânico de seus conteúdos por parte de produtores de conteúdo de diversos portes. Outro grande ponto de inflexão foi o caso conhecido como “Cambridge Analytica”. Todos no mercado, de uma forma ou de outra, sabiam o que acontecia.

Mas, ao relacionar o vazamento de dados com importantes questões políticas e manipulação do tecido social, o evento disparou uma crise complexa que levou até mesmo o fundador da maior rede social do mundo a uma sessão de esclarecimentos no Senado e Congresso americanos.

Eu sabia que você sabia, quase todo mundo sabia que algumas pessoas sabiam e, ao muitas pessoas saberem, todos ficaram sem saber o que fazer.

Mas, isso pode ser visto de outra forma. Uma delas, é repensar a valorização dos que priorizam outro tipo de contato com o produtor de conteúdo. Ou ainda, por uma ressignificação do conceito de plataforma.

Naquilo que se refere à interação com redes sociais e as formas de contato do leitor com o mauroamaral.com, é sobre ressignificação que estamos falando. Este é o território sobre o qual os cinco anos de trabalho vão se basear.

Esta nova-antiga maneira de lidar com a audiência passará por alguns princípios.

  1. Vou priorizar formas de contato direta como notificações, listas de e-mail e distribuição (whatsapp, slack etc) para chamar a audiência para interação;
  2. Só serão abertos a comentários as páginas do conteúdo publicadas na plataforma;
  3. Toda e qualquer divulgação extra, não exibirá essa possibilidade;
  4. Durante o primeiro ano, ainda vou trabalhar com publicação em redes sociais, sempre em perfis pessoais. A partir de 2019, apenas os inscritos na plataforma terão acesso aos conteúdos;
  5. A plataforma não fará publicidade em qualquer formato.

TERCEIRA PARTE
Sobre as dores da migração

Meu primeiro texto no mundo digital data de 2003. Foi e é um pensamento sobre ressignificação, naquele caso, sobre o valor que marcas deveriam dar aos consumidores de suas versões piratas.

Já em 2004, lancei o projeto que me traria muitos retornos, o Carreirasolo.org. A partir dele, me juntei à nascente classe de produtores de conteúdo do início dos anos 2000. Palestrei, ajudei na criação do B9, montei um podcast, depois outro e, em 2009, a minha empresa.

Com a contemconteudo.com, após anos de duro aprendizado, delineei um posicionamento bem interessante, auxiliando marcas de varejo online na produção de conteúdo em grande volume. Deste aprendizado nasceram uma metodologia e uma ferramenta proprietária. Este é meu trabalho, minha empresa. Que continua muito bem, obrigado por perguntar.

Mas, não posso viver sem a dimensão do pesquisador de olhar atento aos movimentos da sociedade global do meu tempo. Eu já era assim quando contava apenas com uma estante com pouco mais de 200 livros, os jornais do dia e as revistas da semana. Imagina então com todo o conhecimento humano nas pontas dos dedos?

O grande desafio da jornada que estou começando este ano e que pretendo conduzir até seu ponto culminante em 2023 é ressignificar toda a energia criativa em apenas duas frentes.

A primeira, como já disse acima, é a minha atividade profissional como Head de Conteúdo da minha produtora e o crescimento de nosso portfólio de clientes. Sobre isso, ficamos por aqui. Caso você queria conhecer m pouco mais do meu trabalho por lá, é só conferir o nosso site.

A segunda é como editor da plataforma mauroamaral.com, produzindo e entregando produtos de conteúdo de qualidade, sobre temas nascentes do Zeitgeist.  

Parece simples. Até que você começa a olhar para o que tenho no ar Hoje, em algum dia ao final de abril de 2018, atuo efetivamente, incluindo perfis em redes sociais e outras plataformas, em pelos menos cinco outras presenças digitais, com diferentes vozes e objetivos.

  1. Carreirasolo.org: a atual versão roda desde 2016 cobrindo muito suavemente o mercado dos pequenos freelancers e empreendedores. A ideia segue oferecendo matérias mais quentes, além de melhorar seu posicionamento no Google;
  2. Podcasts FalaFreela e Sala101: o meu feed central no mundo dos podcasts reverbera toda a minha produção neste segmento. Tenho usado o feed para qualquer podcast que tenha produzido;
  3. Perfis duplicados MauroAmaral/Falafreela em Facebook, Twitter, Instagram, GooglePlus e Youtube: Funcionam como “players” dos conteúdos do Carreirasolo.org e, eventualmente, do MauroAmaral.com.

Ou seja, vários tiros e nenhum alvo. É essa a mudança fundamental que pretendo promover. Decantar toda a presença em apenas uma plataforma, integrando o design, sua usabilidade e os canais que delaa surjam.

Mas fosse só isso, seria o caso apenas de mudar o handle das redes sociais estaríamos conversado. Tem mais.

Como será o desenho final da plataforma mauroamaral.com

  1. Mentoria para Criativos Empreendedores – herda grande parte do tráfego do Carreirasolo.org e, para esta galera, vai oferecer seções de mentoria;
  2. Podcast – o feed principal migra para “mauroamaral.com” e será ativado quando assim o NÓ a ser trabalhado demandar. Ele passa a existir como versão em áudio dos projetos da plataforma;
  3. LiViOuvi – Será o foco central da produção em vídeo, sempre que o NÓ a ser trabalhado demandar. Inicialmente, roda em um novo canal no Youtube. Mas, em 2019, a ideia é levar para algum tipo de auto-hospedagem;
  4. Twitter/mauroamaral – vai herdar o tráfego de todas as contas na plataforma e funcionar até 2019, quando migragremos em definitivo para o modo contato direto;
  5. Facebook/mauroamaral – mesmo comportamento aqui, toda a comunicação do projeto vai migrar para o perfil pessoal, único ponto de contato da plataforma dentro da rede social. Até 2019;
  6. Instagram/mauroamaral – segue a tendência das redes sociais. Vamos trabalhar a velocidade dos stories com resumos dos nós até 2019.
  7. Listas de distribuição, newsletter e notificações – Herdam os assinantes do projeto Carreirasolo.org.

Aí está meu plano quinquenal. Não coincidentemente estruturado de hoje para os meus 50 anos. A consolidação de uma plataforma pessoal, livre dos algoritmos ultrafiltrantes das redes sociais e focada na fidelidade de uma audiência interessada e participativa.

QUARTA PARTE
O que você pode fazer agora

O ano de 2018 será de preparação para a migração definitiva. Em paralelo, obviamente, vão surgir os primeiros NÓS e debates. Você pode me ajudar a construir essa jornada desde já, tornando-se parte desta audiência.

Newsletter

Não vai ser fácil quebrar esse paradigma. Não vai ter muita gente. Mas, vai ter gente que vale muito.

É isso. Fiquem em paz.

Mauro Amaral
Abril de 2018.

Mauro Amaral

Meu principal foco de atuação é a criação de projetos de conteúdo interessantes, divertidos e leves para marcas, organizações e produtos. Em função desta opção, transito bem entre jornalismo, publicidade e entretenimento, pesquisando continuamente e filtrando ativamente as tendências do momento...

Nós

/* ]]> */