Por que assim? Por que agora?

Quando comecei a desenhar as linhas gerais do projeto mauroamaral.com, imaginei uma plataforma capaz de resgatar o contato direto entre produtores de conteúdo e suas audiências, contato que foi pouco a pouco silenciado pelas timelines movidas por algoritmos.

Em função de meu histórico pessoal, escolhi para isso, centralizar a produção criativa em um podcast. E, embora não seja só isso, ele começa e termina em um programa semanal feito em áudio que se define como “o contato direto entre o fluxo de minha consciência e os ouvidos da sua”.

O programa tem novas edições todas as segundas-feiras com temas como a crise do modelo atual de redes sociais, a paternidade no século XXI, a situação atual do profissional criativo e o renascimento do analógico em nossa sociedade contemporânea.

Mas, não é só isso. Como forma de estreitar o contato com a minha audiência, espalhei o conteúdo por aí. Para entender como isso vai funcionar na prática, indico o seguinte:

1

Escolha a plataforma para assinar o podcast

Ele está disponível no Spotify, na Apple, no Google, no Pocketcasts e em muitos outros. Se o seu preferido não consta na lista ou o programa não apareceu em resultados de busca, mande um e-mail para mim)

2

Entre para o nosso grupo de distribuição de conteúdo

Além de ser avisado em primeira mão sobre os lançamentos, você vai conseguir acompanhar os bastidores da produção. Para entrar é só ter o Whatsapp instalado e clicar em mauroamaral.com/direto

3

Assine a newsletter

Todas as segundas-feiras, quem participa do projeto recebe uma newsletter não só avisando do programa, como dos próximos passos do conteúdo. Para receber, é só deixar o seu e-mail aqui.

4

Encontre comigo no Instagram

Sim, o projeto mauroamaral.com parte do princípio que precisamos repensar o conceito de timelines filtradas por algoritmos. Mas, até por isso, vive em transição. Por isso, uma das timelines adotadas para reverberar os conteúdos é o meu perfil no Instagram. Segue por lá!

5

Leia o Manifesto do projeto

Aquele que marca a criação de uma plataforma pessoal para hackear as timelines movidas por algoritmos e delas retirar discussões relevantes sobre os assuntos do tempo presente. Leia aqui.


Recentes

Compartilhando a biblioteca física, um teste de conceito

Como sempre nos lembra o conceito da “Navalha de Occam“, as soluções mais simples e diretas guardam o caminho mais certeiro para a verdade. Ou seja, faz o básico que a chance da coisa dar certo é maior. Pensando assim e, enquanto termino as leituras para dar formato ao primeiro dos Nós, resolvi iniciar um experimento inocente, ainda no clima do Manifesto, qual seja, o de hackear as...

O que o caso da Cambridge Analytica nos ensina sobre o futuro da divulgação dos seus serviços no Facebook

O uso de dados de 50 milhões de perfis pode ter um efeito colateral positivo: o seu amadurecimento enquanto gestor de sua marca pessoal A essa altura você já deve ter sido impactado pelo caso do vazamento de dados pessoais dos usuários do Facebook provocado pelo mau uso destas informações pela empresa de marketing político Cambridge Analytica. A história revelada na entrevista de Christopher...

Rio2c, o que vi e o que eu não vi

Estou no subsolo do terminal Alvorada, que poucos anos atrás, antes da farra da Copa-Olimpíada, era um matagal com duas coberturas para os ônibus pararem e hoje é um pedaço do Centro, no novo Centro em pedaços que é a Barra da Tijuca. Após não enfrentar fila no credenciamento da Rio2C, me entregam um cartão para pendurar no pescoço que oferece a todos que por acaso venham de encontro a mim a...

O que um documentário patrocinado, a vida de um músico do século XVIII e sua liberdade criativa têm em comum?

No programa de hoje, relacionei dois momentos que me ocorreram justamente quando me deixei levar pela dança das timelines no próprio youtube e na amazon. Um vídeo e um livro indicados “aleatoriamente” para mim (várias aspas aqui) que fizeram refletir sobre o porquê de reclamarmos do estado atual das coisas quando, na verdade, enquanto criativos temos muito mais ferramentas para criar, disseminar...

1808, 1822 e 1899: como entender o Brasil de hoje olhando para a nova série Filhos da Pátria

Este episódio do LiViOuvi começa quando, no lugar de uma festa tradicional de 15 anos, minha filha escolheu uma viagem e algumas melhorias em seu quarto que, incluíram, obviamente, uma TV. Com acesso a internet. Por que acesso a cabo é coisa de velho. Compra dali, instala daqui, em poucas horas estávamos testando a interface e seus aplicativos — é uma Smart TV, porque TV sem aplicativo é coisa...

Mauro Amaral

Meu principal foco de atuação é a criação de projetos de conteúdo interessantes, divertidos e leves para marcas, organizações e produtos. Em função desta opção, transito bem entre jornalismo, publicidade e entretenimento, pesquisando continuamente e filtrando ativamente as tendências do momento...

Ouvir no Spotify

Ouvir no iPhone

Ouvir no Google Podcasts

Ouvir no PocketCasts

Nós

/* ]]> */