Eu sou Mauro Amaral

E

Minha filha caçula vive me pedindo para explicar o que eu faço. No final de 2020, me toquei que é realmente complexo explicar a partir de uma única atividade. Depois de muito rascunhar, consegui fechar em quatro, que de forma alguma sinalizam algum tipo de linha evolutiva ou relação de exclusão.

Ou seja, elas acontecem ao mesmo tempo, muitas vezes têm fronteiras opacas e, acredite, é aí que mora todo o segredo! A seguir, um resumo destas quatro variações. Cada clique dá acesso ao seu detalhamento, ok?

Ainda assim tenho um norte. Meu principal foco de atuação é a criação de projetos de conteúdo interessantes, divertidos e leves para marcas, organizações e produtos. Em função desta opção, transito bem entre jornalismo, publicidade e entretenimento, pesquisando continuamente e filtrando ativamente as tendências do momento para aplicá-las no dia a dia dos meus clientes.

Nestes pouco mais de 20 anos de carreira, contudo, comecei a notar que classificar a minha forma de atuação em uma grande atividade poderia ser um pouco reducionista e não dar total clareza do que tenho feito por aí. Daí, na versão 2021 de minha página profissional, aqui no meu site, dei essa renovada. Antes de apresentar todos os detalhes, vamos à algumas formalidades?

Downloads essenciais

Alguns rituais são necessários. E como quatro parece ser o número mágico dessa página, temos quatro downloads essenciais sobre minha carreira que você pode fazer agora:

Para falar comigo

Você pode fazer isso imediatamente a partir do WhatsApp, Telegram ou este e-mail: eusou@mauroamaral.com

Ou utilizar um formulário. Vai que você prefere, não é mesmo?


    Palavras-chave importantes sobre meu trabalho

    • Curadoria de conteúdo para marcas e produtos;
    • Concepção, criação e acompanhamento de qualquer projeto de conteúdo digital;
    • Gestão de Comunidades online;
    • Pesquisa e produção de conteúdo contínuo;
    • Modelagem conceitual de startups;
    • Storytelling, content, copywriting, digital marketing, social media, social marketing, blogs.

    Prêmios

    Tenho ainda na bagagem um Leão de Ouro em Cannes (2001) e outros prêmios nacionais como o About de Comunicação Integrada, Clube de Criação de São Paulo (2001), Colunistas (2000) e ABP (1999).

    Entenda melhor as quatro formas de atuação


    Como head e conteúdo de minha produtora

    Iniciei a contemconteudo.com em 2010, atendendo a Magalu, na produção de conteúdo para o seu blog. Do início desta grande jornada para cá, já produzi mais de 100 mil peças de conteúdo (blog, redes sociais, vídeos, podcasts, infográficos, sites promocionais e uma longa lista de tipos de conteúdo).

    Criei uma produtora enxuta, ágil e adaptada a cada projeto. Em função dessa estrutura, funciono como head de conteúdo e, assim, construo, mantenho e estimulo equipes criativas há 10 anos; com especial predileção por identificar novos talentos e trabalhar potenciais multidisciplinares.

    Nossas entregas para os nossos clientes cobrem estratégia digital, estruturação e gestão de fábricas de conteúdo, desenvolvimento de produtos digitais e todo e qualquer tipo de projeto especial envolvendo conteúdo. Após importantes ciclos de aprendizados, consolidei a nossa prática de produção de conteúdo em Alto Volume em uma metodologia de trabalho que aplicamos nas maiores redes de varejo on-line do país e que deu origem a u e-book e série de podcasts sobre o tema, que ajuda a entender como conseguimos entregar tanto, em tão pouco tempo.

    A partir de 2020, agregados uma entrega muito especial paras nós lá na equipe, os podcasts. Hoje na produtora, somos capazes e já estamos entregando, aliás, todo o processo da concepção à gestão dos mais variados formatos de podcasts, das entrevistas até os mais incríveis audio dramas.

    Ao final do primeiro trimestre de 2021, consolidei também uma metodologia para trabalho com podcasts resumida nesse webinar gratuito:

    Dá uma olhada nestes cases que selecionei ->


    Como estrategista de conteúdo

    Apesar de 10 anos de atuação como empreendedor, vez por outra, o mercado sinaliza com um formato diferenciado de contratação, para que eu me integre a projetos e/ou equipes na categoria de consultor dedicado a um projeto ou marca. E tudo bem, por que, né? Século XXI. As coisas são fluidas mesmo. Dois momentos interessantes que gostaria de destacar sobre essa modalidade de contratação foram duas passagens por empresas do Grupo Dreamers.

    Entre 2014 e 2017, fiz uma interessante ponte entre planejamento digital e marketing de experiência cuidando de algumas contas desafiadores na Dream Factory. Os jobs incluíram desde planejar espaços para marcas nas edições de 2015 e 2017 do Rock In Rio, até cuidar dos projetos de contúdo de ativos proprietários da empresa, como a Maratona do Rio.

    Mais recentemente, em 2019, me integrei ao time de content-lovers que dá vida ao A-Lab, um Laboratório de Conteúdo e Tendências com uma proposta diferenciada: a união perfeita entre dados e amor pela produção de conteúdo. Tive a oportunidade de, em tempo recorde, estruturar a operação de produção de conteúdo always-on para a Duty Cosméticos e, mais recentemente, até a produção de podcasts e eventos online para a Localiza e seu serviço Meoo, de carros por assinatura.

    Nessa apresentação em meu Linkedin você encontra algumas dessas entregas – >


    Como pesquisador da UERJ em tecnologia e comunicação

    Desde 2015 esbocei a vontade de voltar à academia. Sabe aquela história de dar a volta em uma ilha deserta para se encontrar com você mesmo e, assim, poder contar as novidades? É mais ou menos este o sentimento. Sempre quis unir o saber de mercado à profundidade dos debates acadêmicos.

    Daí, durante um ano de preparação em 2019, entrei para o PPGCOM da UERJ na turma de 2020. A minha linha no programa é a de Tecnologias de Comunicação e Cultura e meu objeto de estudo… : ) (pausa dramática )… claro, são os podcasts. Mais precisamente, os produtores independentes de podcast.

    Esta oportunidade, conquistada depois de muita luta, se materializou em um começo promissor e, claro, curioso. Tive apenas duas aulas presenciais. Por que, logo depois, em 13 de março de 2020, seria decretada a primeira fase de isolamento social no Rio de Janeiro, minha cidade. Tudo virou online. Para um profissional que se dedicou ao mundo virtual desde 1999 chega a ser irônico o mundo se virtualizar logo quando havia conquistado uma vaga presencial em um disputado processo seletivo. Deus não joga dados.

    Mas, mesmo assim, sigo produtivo, entregando alguns artigos, já ministrando um semestre pelo meu estágio em docência da Escola de Comunicação da UFRJ e preparando minha dissertação para 2022.

    Neste sentido, na intenção de estreitar laços com grupos de pesquisa e comunidades acadêmicas em meu campo de estudo, busco oportunidades para dividir minhas pesquisas em palestras e debates sobre os temas que tenho pesquisado: plataformização da produção de conteúdo, mercado de produtores independentes de podcast, financeirização da vida, precarização de trabalho criativo e materialidades de comunicação, no recorte das mídias sonoras. Sim, muito trabalho. Sim, uma delícia.

    O podcast mauroamaral.com traz os bastidores da minha vida acadêmica em alguns de seus episódios ->


    Como host de podcasts

    E chegamos nessa última e, posso dizer, mais recente forma de contar com minha ajuda nos projetos de conteúdo de sua marca ou startup. A figura do show runner no Brasil ainda não é muito propalada. Mas, eu explico. Tenho sido responsável de forma transversal em todas as atividades que já descrevi, por conceber, planejar, produzir e acompanhar a evolução dos mais variados formatos de podcast, desde 2008. Sim, sou um discreto pioneirinho disputando seu lugar ao sol.

    Seja como head de conteúdo da contemconteudo.com, como estrategista de conteúdo sênior do A-Lab ou pesquisador da UERJ, levo bem a sério essa atividade de produtor de podcasts. Tanto, que, muitas vezes, os clientes têm pedido que minha voz apareça nos episódios conduzindo os assuntos, dirigindo os episódios e dando vida às idéias aprovadas na mesa de reunião. Daí na prática, todo programa que apresento, eu de certa forma planejei, dirigi e, em alguns casos, editei e mixei. Sim, muito trabalho. Sim, outra delícia.

    Abaixo, alguns dos projetos mais recentes:

    1. Ouça Outra Coisa: uma jornada pelos bastidores dos maiores produtos digitais do país

    Fui gentilmente convidado pela equipe da Outra Coisa para acompanhar os bastidores de seus projetos. Um famoso escritório de design de produtos digitais que já entregou desde hotsites até actions de voz para clientes como Google, Rock in Rio, TV Globo, Museu do Amanhā, enfim, deve ter muita história para contar, certo?

    2.Podcast do BioParque do Rio: respeito aos animais e compromisso com as melhores histórias

    Quem cresceu nos anos 80e 90 no Rio de Janeiro, lembra do Macaco Tião, certo? Muita coisa mudou desde que o simpático chimpanzé ganhou as eleições municipais. O projeto do novo BioParque do Rio de Janeiro tem pitadas de evolução e notas de revolução: que tal soltar os animais e limitar o espaço dos visitantes? Fui atrás dessa história e sigo entrevistando criadores, biólogos, arquitetos e sócios da instituição para conhecer todos os detalhes.

    3. DeCasaPod: o novo normal, na voz das lideranças de um dos maiores grupos de comunicação do Brasil

    No mesmo ritmo que meu Mestrado se virtualizou, o comitê de crise do Grupo Dreamers (são quase 20 empresas e uns mil funcionários), teve que fazer o mesmo em grupo recorde. Um mês antes, eu havia apresentado para algumas lideranças um projeto de rede de podcasts para o grupo. A primeira entrega é o DeCasaPod. Eu converso com heads das empresas e de áreas dentro dessas empresas sobre como tem sido redesenhar as entregas e processos no mundo pós-pandêmico. Se você é ligado no business da comunicação, vale o PLAY.

    4. Meoo Caminho: sobre pessoas que mudaram a sua forma de ver o mundo

    Podemos considerar o podcast da Localiza Meoo (o serviço de assinatura de carros da empresa) como o primeiro projeto externo nascido depois da tal apresentação que fiz para as lideranças do A-Lab. Aqui, vale lembrar, minha voz não está presente. Coube a mim conceber e acompanhar a qualidade da entrega tocada pela produtora Estúdio Next.

    5. mauroamaral.com: do fluxo de consciência para ou ouvidos da audiência

    O mesmo site que abriga essa página aqui, também tem um podcast experimental. A ideia inicial era traduzir para formato dos podcasts o famoso “texto em fluxo de consciência”, algo narrado com forte apelo sensorial. Sim, isso ainda vem sendo feito. Mas, na avalanche que foi 2020, acabei por abrir espaço também para os bastidores do meu Mestrado (eu chamo de road-movie-podcast), com entrevistas e minhas impressões. Se você pretende ser pesquisador em comunicação, vale o PLAY também. Sim, slow content. Sim, terceira delícia.

    Essa você usa na divulgação

    Bom, se você chegou até aqui, só me resta agradecer e, claro,
    chamar para um papo, seja pelo WhatsApp, Telegram (onde prefiro),
    por email ou me ligando direto mesmo no +55 21 98646 3467

    Mauro Amaral

    Meu principal foco de atuação é a criação de projetos de conteúdo interessantes, divertidos e leves para marcas, organizações e produtos. Em função desta opção, transito bem entre jornalismo, publicidade e entretenimento, pesquisando continuamente e filtrando ativamente as tendências do momento...

    Ouvir no Spotify

    Ouvir no iPhone

    Ouvir no Google Podcasts

    Ouvir no PocketCasts

    Nós

    /* ]]> */